Google+ Followers

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

MULHER POEMA

Vem, mulher, pra mim, que eu te faço
Uns versos tão mansinhos e cálidos,
Que, mais do que musa, Vênus te sentirás.

Vem pra mim  por inteiro, e eu renasço,
Vem, que eu me faço uma fonte de vida
Que nunca se esgote, que nunca se acabe.

Vem com sofreguidão, que eu te torno
simplesmente singular em meu verbo
e uma deusa na Terra em meu verso,
e tão linda em cada olhar que eu te lance.

Vem comigo viver  a lindeza
de andar de mãos dadas nas ruas,
dos mais simples gestos fagueiros,
das promessas de amor ao luar.

Vem, mulher, que eu te vejo tão bela,
que eu te quero tão minha, te vejo encantada,
que eu te torno tão doce, te faço tão lira..
Vem, mulher, que eu te quero poema.

5 comentários:

Marcia disse...

Gostei muito, muito do poema.

miriam disse...

Boa noite,li alguns de seus poemas e esse é simplesmente profundo.Bjo iluminado em seu coração

Elainesartori disse...

Boa noite querido, não conhecia seu blog ainda.
Simplesmente adorei MULHER POEMA!!
Belíssimo!
Parabéns!
Vou te visitar com mais frequencia.
Beijos Poeta.

Serena Flor disse...

Boa noite meu amigo, passei para conferir teu trabalho e te confesso que adorei ler teus versos...são lindos!
Voltarei mais vezes por aqui e com mais calma ok?
Um grande abraço e fica com Deus!

ana disse...

ADOREI O QUE VOCÊ DISSE NO " QUEM SOU EU" VIREI SUA FÃ.
FALOU COM TANTA PROPRIEDADE E SINCERIDADE QUE GANHOU O MEU RESPEITO DE CARA.
UM ABRAÇO MEU QUERIDO...
CONTINUE SENDO ESSA PESSOA MARAVILHOSA QUE DEUS TANTO AMA.
BEIJÃO