Google+ Followers

sexta-feira, 26 de abril de 2013

MOMENTO SUBLIME

Encontro a Madona deitada no chão.  Agacho-me e começo a lhe acarinhar a barriga peluda.  A cadela põe as quatro patinhas pro ar e se delicia, e eu fico a passar suavemente as mãos em seu ventre.  E o momento é tão sublime, que só uma alminha de cachorro pode entender.

2013

2 comentários:

Maurício Gomes disse...

Muito bom amigo! adoro os seus poemas, a cada dia você se supera, adorei ler OSVALDO. Uma duvida, o seu blog está como se fosse conteúdo improprio para menores de 18 anos, mas não vejo o seu blog como improprio para menores. Desde já agradeço.

Lucy Mara Mansanaris disse...

Só mesmo a alma de um cachorro... E como eles tem alma meu amigo! De emocionar, lindo demais, parabéns! Parabéns pelo espaço, beijo em teu coração, Lu.