Google+ Followers

quinta-feira, 1 de julho de 2010

ALMA EM LUZ

Eu tenho alma,
E um samba tão bonito, vindo lá da rua
Vem chamar minha'alma a ir sambar.

Eu tenho samba,
E um desejo de viver me acende numa lira
Que se enche de louvor à noite alegre.

Eu tenho lira,
E ela queima como a rua, a noite, o samba,
Vicejada das pessoas e das luzes de artifício.

Eu tenho luzes
Que me brilham n'alma viva, tão vibrante,
Que parece que jamais (a alma) se apagará.

2010

Um comentário:

Rosane disse...

Adoro samba! Muito mais a letra, que nos revela toda uma história cultural.
Gosto muito de seu jeito de escrever. Parabéns!
Te espero no meu blogger!

Abraços poéticos!