Google+ Followers

terça-feira, 24 de março de 2009

NÃO QUEIRA AINDA A MORTE

Não, não queira ainda a morte:
Ainda existe entardecer,
E a cidade ainda é bonita de se ver.

Não, não queira ainda a morte:
De manhã algum pássaro ainda canta
E ainda nos resta alguma natureza.

Não, não queira ainda a morte;
Vez por outra algum olhar concupiscente
Ainda pousa nos seus olhos longamente.

Não, não queira ainda a morte:
Ainda há distâncias para viajar
E talvez algum caminho a seguir.

Não, não queira ainda a morte:
O além-horizonte pode ser lugar algo diverso,
Amanhã pode ser dia algo diverso,
Quem sabe?
- Embora eu muito duvide.
Não, não queira ainda a morte.

Nenhum comentário: