Google+ Followers

domingo, 1 de janeiro de 2012

VIGÍLIA

Se hoje eu ficar insone,
Serei sentinela da noite,
Farei  vigília ao teu sono,
Cheirando-te a  pele macia.

E, quando chegar o dia,
Teus olhos me encontrarão desperto,
Na alegria daqueles que vivem
A aurora de um tempo sublime.

Nenhum comentário: