Google+ Followers

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

MUDEZ

Fechei a boca,
Calei meu verso,
Meu verbo,
Num silêncio tumular.

Fechei meus gestos,
Meus braços,
Meu rosto
Num semblante enigmático.

Calei meu verso,
Meu verbo
E não revelo
Que sentimentos
Fazem calar-me.

Cerrei minh'alma
Oculta,
Opaca
Num manto de mudez.

Seria adeus,
A morte
Passageira
Ou morte
Definitiva?

Seria tédio,
Seria raiva,
Melancolia
Ou tudo isto?

Não sei, respondo;
Não digo,
Mas sei,
Bem sei.

2008

Nenhum comentário: