Google+ Followers

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

VEM COMIGO

Vem, mulher, vem comigo:
não posso fazer chover,
mas posso fazer sonhar.

Não posso mudar o mundo,
mas posso criar um mundo
de encantos para nós dois.

Se não te fizer feliz,
ao menos farei que tu cantes
tanto que feliz tu pareças.

Jamais serei como herói,
mas saberei te tomar nos meus braços
de forma tão quente, que tu te darás.

Jamais serei como um deus,
mas serei com certeza o teu homem
e farei que te sintas diva.

Não posso fazer a vida
melhor do que tu já bem sabes,
mas posso fazer que teus olhos
a olhem com tanta doçura,
que comovas a quem te olhar.
Vem, mulher, vem comigo.

2009

Um comentário:

nanda disse...

Lindo esse poema!Parabéns!
Primeira vez que visito seu blog.
Um grande abraço!