Google+ Followers

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

AS MÃOS DE DEUS

O meu canto se faz macio e leve e te acompanha
Como o vento que balança os teus cabelos longos
E o vestido fino que te veste a pele apessegada.

Eu te adivinho as emoções e os desejos mais ocultos,
Tão teu e tão dentro de ti me pressuponho,
Tão parte de ti, perplexo, me vejo.

Se há Deus, que Ele te siga com as mãos repletas de carinho,
Se não há, que te acompanhe a poesia
Como as mãos de Deus suavemente a te afagar.

2011

Nenhum comentário: