Google+ Followers

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

SE HOUVER SAUDADE

Se no céu houver estrelas,
Solidão na calma noite,
E se houver também silêncio
Só quebrado levemente
Por suave melodia,
Eu te faço, comovido,
O poema mais bonito
que me nasça da emoção.

Mas se houver uma saudade
De doer profundamente,
Eu me atiro pelas ruas
E te busco o corpo quente
E as palavras desvairadas
Pra varar a madrugada.

2013

Nenhum comentário: