Google+ Followers

domingo, 30 de setembro de 2007

CANTO À SERRA DA MANTIQUEIRA

Serra da Mantiqueira, quando da janela do veículo eu vejo Engenheiro Passos ficando para
[ trás
E a tua estrada sinuosa a dançar diante de mim,
Uma alegria me assanha, coisa assim de uma criança.


Quando eu me encontro entre tuas árvores, tuas plantas, tuas flores e teu mato,
Uma emoção me enleva, como se eu fosse um passarinho
Liberto da gaiola e entregue à natureza.
Estar em ti é como o primeiro beijo na mulher que se quer.

1994