Google+ Followers

domingo, 30 de setembro de 2007

A VOZ DE ELIS

Deus me deu ouvidos para ouvir a voz de Elis,
Sinfonia doce, suave e encantada dos anjos,
Cantar que embriaga, que bole com a alma da gente,
Som repleto de tudo que existe nos peitos:
Traduzindo a dor, a alegria, a paixão.
Que, leve, desliza, planando no céu infinito,
Que se delicia nos banhos de rio,
Que arde nos leitos, na mais alta volúpia,
Que transborda em mais de mil sentimentos,
Que se impregna de toda existente emoção.


Voz tão viva e tão fértil como a Mãe-Natureza...
Deus levou Elis para cantar para Ele.


Deus fez a voz de Elis à imagem e semelhança de como o devoto vê Deus.

1993